Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blog dos Pellets

Blog sobre pellets e equipamentos que usam este tipo de combustivel baseado em biomassas

Blog dos Pellets

Blog sobre pellets e equipamentos que usam este tipo de combustivel baseado em biomassas

Destaques

Benefícios fiscais

 
Benefícios fiscais.
Existem actualmente alguns benefícios fiscais com a aquisição de novos equipamentos de energias renováveis, possível para particulares como empresas.
 
Dedutível no IRS
Para 2006,de acordo com o Artigo 85º do Código do IRS, são dedutíveis à colecta 30% das importâncias despendidas com a aquisição de equipamentos novos para utilização de energias renováveis, incluindo equipamentos complementares indispensáveis ao seu funcionamento, com o limite de € 745.
Este benefício fiscal será mantido em 2008. De acordo com a Proposta de Lei do Orçamento do Estado para 2007 (PL 478/2006 de 13/10/2006), o valor limite da dedução é actualizado para € 761. Em 2008 é ainda acumulativo com outras deduções de IRS.
IVA – Imposto sobre o Valor Acrescentado
Os equipamentos estão sujeitos a IVA à taxa intermédia de 12%.
IVA – Imposto sobre o Valor Acrescentado
Os Pellets estão sujeitos a IVA à taxa de 20%.
 
 
IRS: energias renováveis permitem mais deduções

Quem investir nas energias renováveis vai poder deduzir mais no IRS.

Actualmente, o recurso às energias renováveis permitia apenas a dedução à colecta, sendo que o seu valor era era somado às deduções de despesas de juros com a habitação, não podendo ultrapassar um limite estipulado.

No entanto, o Governo separou as duas deduções no Orçamento do Estado para 2008.

Assim, nos juros da habitação, o limite das deduções passa a ser de 568 euros, enquanto para as energias renováveis, o limite máximo para deduções passa a ser de 777 euros.

 

 

 Pela proposta do Orçamento de Estado para 2012, todos os equipamentos de Energias Renováveis vão ser tributados à taxa de IVA de 23%, apartir de 1 de Janeiro de 2012.
Desta forma, haverá todo o interesse em concretizar negócios até 31 de Dezembro.

 

Destaques